Dores nas articulações podem ser indício de que algo não vai bem na atividade física

Segundo profissional de educação física, exercícios devem ser feito com cuidado e orientação

| CORREIO DO ESTADO / NAIANE MESQUITA


Dores devem ser motivo de preocupação - Divulgação

É comum que durante e após a prática de exercícios físicos, ocorram desconfortos ou dores. Porém, de acordo com o profissional de educação física, professor e personal trainer, Geovany Rafael Bisol, dores nas articulações devem ser vistas com cautela.

'Dor em articulações normalmente são indícios de que algo no treinamento está fora do adequado para aquela pessoa, mas podem ser pontuais, como um peso maior do que a pessoa pode suportar naquele momento, um movimento errado despercebido naquela articulação ou até mesmo a falta de um bom aquecimento antes do exercício', afirma Bisol.

Neste caso, de acordo com o profissional, o ideal é ter um ajuste das cargas e movimentos. Em situações mais sérias, o acompanhamento médico é necessário. 'Por isso normalmente a pessoa vai precisar de um diagnóstico médico para ajustar as cargas e movimentos do seu treinamento. O fator é que se tem alguma condição anormal, quanto antes souber com exatidão os motivos, melhor serão os treinamentos', ressalta.

Bisol frisa que dores limitantes devem ser cuidadas de perto. 'Para pessoas que não são atletas de elite ou amadoras de  alguma modalidade  esportiva, realizar exercícios com dores que te limitam em alguma ação muscular podem ser prejudiciais ao seu corpo, por isso da importância de entender a magnitude dessa dor e procurar ajuda de um profissional ou especialistas nesse assunto, como o médico e ou fisioterapeuta', pontua.  

Funcional e crossfit

O medo de lesões costuma atingir principalmente pessoas que desejam começar um exercício como funcional ou crossfit, mas segundo o profissional, não há mais segurança física em determinada atividade. 

'Não há estatísticas concretas para isso, o que temos de indicação é que quanto mais complexo o movimento a ser realizado maior o risco de lesão, porém quanto mais treinado é o indivíduo esse índice cai por causa do próprio fortalecimento e desenvolvimento motor fornecido pela atividade, e, assim é normal as pessoas acharem a musculação menos lesiva, pois os movimentos são direcionados por máquinas na maioria das vezes com iniciantes, e enquanto nas outras modalidades há características de serem com pesos livres, mas isso não garante uma maior segurança em um ou outro', ressalta.

O importante é manter sempre o cuidado. 'Ambas são atividades que precisam de constante orientação e cuidados para se evitar lesões', acredita. 

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE