Prefeitura doará 400 mudas de árvores; Manacás-da-serra, Murtas-de-cheiro e Resedás

| MSNOTICIAS/REDAÇÃO


A árvore (D) com flores roxas é um 'Manacá da Serra', a árvore (E) é uma 'Murta de Cheiro'. Foto: Reprodução

A secretaria de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente informou nesta segunda (20.set) que nesta terça (21.set) serão distribuídas 400 mudas para a população de Maracaju (MS) em alusão ao Dia da Árvore.

A distribuição será realizada na Rua Melânio Garcia Barbosa, nº 861, Centro das 8:30 as 11:00 e das 13:00 as 17:00 nos dias 21 e 22 de setembro.

A ação faz parte do Projeto Cidade Arborizada do Programa Maracaju Mais Sustentável. De acordo com a secretaria de Meio Ambiente, serão doadas uma muda por família. Terão espécies de 'Manacás-da-serra', 'Murtas-de-cheiro' e 'Resedás', duas delas árvores de flores.  

O manacá-da-serra é uma árvore pioneira da Mata Atlântica brasileira, muito característica da encosta úmida da Serra do Mar e da floresta ombrófila densa da encosta atlântica dos estados do Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. Ela não é comum em Mato Grosso do Sul.  

A murta-de-cheiro é um arbusto grande ou arvoreta, que pode alcançar até 7 metros de altura. Muito utilizada para a formação de cercas-vivas, a murta-de-cheiro apresenta ramagem lenhosa e bastante ramificada. Suas folhas são pinadas, com 3 a 7 folíolos pequenos, elípticos, glabros, perenes, brilhantes e de coloração verde-escura. Durante todo o ano produz inflorescências terminais, com flores de coloração branca ou branca-creme, com perfume que lembra jasmim e flor-de-laranjeira. Os frutos são do tipo baga, oblongos, carnosos, pequenos, de coloração vermelha a alaranjada e são muito atrativos para os pássaros. É uma planta bastante comum na Capital do Estado.  

As Resedás, popularmente conhecida como extremosa, escumilha ou árvore-de-júpiter, é uma planta da família Lythraceae, nativa da República Popular da China e Índia. O cultivo das mudas de Resedá deve ser feito em local com bastante oferta de luz, com sol pleno ao menos de 6 a 8 horas por dia, locais centralizados em jardins e quintais são os ideais.

A Secretaria disse à reportagem que as mudas que estão sendo doadas são oriundas  de uma compensação ambiental no município.  

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE