Quadrilha que ameaçava usuários de drogas de morte é presa em Água Clara

| DOURADOSNEWS / DA REDAçãO


Foram apreendidos 7 kg de maconha, diversos celulares e um veículo que era utilizado para abastecer as bocas de fumo - Crédito: Divulgação/ Polícia Civil

Nesta terça-feira (23), a Polícia Civil desarticulou uma quadrilha que atuava com tráfico de drogas, em Água Clara. Três pessoas foram presas em flagrante, sendo dois homens de 31 anos e uma mulher de 29 anos. Eles ameaçavam usuários de droga de morte, caso esses não escondessem entorpecentes nas residências, conforme apurado pela polícia. 

A prisão foi feita pela delegacia da Polícia Civil em Água Clara. Uma equipe de investigação já vinha monitorando há algum tempo os movimentos da associação criminosa, suspeita de abastecer grande parte das bocas de fumo da cidade.

Por medo de serem descobertos, os traficantes passaram a acondicionar os entorpecentes na casa de usuários. Os suspeitos escolhiam usuários que não conseguiam pagar suas dívidas e os ameaçavam de morte caso concordassem em contribuir com os “depósitos”. 

A Polícia Civil realizou um trabalho de inteligência, e conseguiu descobrir um desses usuários, que estaria sendo ameaçado de morte para manter a droga escondida na residência dele. Assim que foi abordado, este confessou que tinha uma dívida alta com essa associação criminosa e que eles ameaçaram matá-lo caso não escondesse o entorpecente, um total de 8 tabletes de maconha.

As três pessoas que foram presas deixaram o entorpecente na casa do usuário e iriam retirá-lo nesta quarta-feira (24)  para abastecer as bocas de fumo da cidade. A equipe, então, passou a monitorar os integrantes da associação e conseguiu capturá-los.

Foram apreendidos 7 kg de maconha, diversos celulares e um veículo que era utilizado para abastecer as bocas de fumo. 

Dois dos autuados já tinham passagem por tráfico de drogas e todos irão responder, além desse crime, por associação para o tráfico e tortura, na modalidade de forçar outrem, mediante violência ou grave a ameaça, a cometer ação ou omissão de natureza criminosa.

Eles seguem presos e à disposição da Justiça.  

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE