Polícia descobre que vigilante da prefeitura de Deodápolis participou de suposto roubo de caminhão


Equipe da Defron desconfiou que a pessoa apontada por mostrar imagens do local poderia ter sido o vigilante da prefeitura, o que foi comprovado posteriormente - Crédito: Divulgação/ Defron

O vigilante da prefeitura de Deodápolis que havia afirmado ter sido rendido durante roubo de caminhão no pátio do órgão, na verdade, participou do crime. O fato foi esclarecido pela Polícia Civil, por meio da Defron -Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira-, em apoio à Delegacia de Polícia Civil de Deodápolis. 

Na noite desta quinta-feira (23), às 23:45 horas, policiais militares da Força Tática do 14° BPM efetuaram a prisão de um indivíduo que transitava em um caminhão pertencente ao município.

O fato ocorreu na MS-276, entre Deodápolis e o distrito de Lagoa Bonita, quando os militares avistaram o veículo trafegar em alta velocidade e na contramão de direção. O condutor do mesmo ao notar a presença policial empreendeu fuga, mas, posteriormente foi abordado e confessou que tinha acabado de praticar um roubo.

No início das diligências do caso, o vigilante da prefeitura ao ser entrevistado relatou que havia sido rendido por dois homens armados que então roubaram o caminhão. 

Disse ainda que na verdade, os autores planejavam levar do pátio dois automóveis, mas um deles teria encontrado dificuldade em funcionar o automóvel. Ainda segundo ele, quatro pessoas teriam participado do roubo, sendo que ele teria permanecido em cativeiro com dois deles após o caminhão ter sido levado.    

Por volta das 10h desta sexta-feira (24), equipe da Defron esteve em Deodápolis em apoio aos policiais da delegacia para desdobramentos do caso. 

Ao ser realizada a entrevista do indivíduo preso pela PM, os policiais da Defron identificaram indícios de que o roubo havia sido simulado, tratando-se, na realidade, de um furto do qual o vigilante teria participado.

O preso disse que ao chegar em Deodápolis deslocou-se até uma praça e conversou com um indivíduo que mostrou à ele e ao seu comparsa um vídeo do pátio da prefeitura, apontando ainda que o portão do local estava aberto e as chaves dos caminhões no contato. 

Equipe da Defron desconfiou que a pessoa apontada por mostrar imagens do local poderia ter sido o vigilante da prefeitura, o que foi comprovado posteriormente. 

 O vigilante negou ter participado do furto, contudo, relatou que há cerca de 20 dias havia sido contatado por um conhecido, morador em Glória de Dourados, que solicitou que ele resgatasse uma arma de fogo, a qual estaria escondida em um compartimento oculto existente em um caminhão que se encontrava sendo utilizado pela prefeitura após ter sido apreendido transportando grande quantidade de maconha.

Para a polícia, o vigilante relatou que “resgatou” a arma de fogo, uma pistola calibre 9mm e a entregou para o morador em Glória de Dourados, diante da promessa de receber R$ 1.000.

Em posse dessas informações policiais da Defron e da Delegacia de Deodápolis deslocaram-se para Glória de Dourados, onde apreenderam uma pistola Glock, calibre 9mm municiada.

A polícia concluiu que o suposto roubo se tratou de um furto qualificado pelo concurso de agentes, do qual, além de outras pessoas, participaram o indivíduo preso pela PM, o vigilante da prefeitura e o  morador em Glória de Dourados que se encontrava com a pistola calibre 9mm.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE