Procurador de Contas aposentado, Terto de Moraes Valente morre aos 79 anos

Terto de Moraes dedicou 25 anos ao serviço público como Procurador e se aposentou em 2014

| MIDIAMAX/LETHYCIA ANJOS


Terto de Moraes Valente (Divulgação, TCE-MS)

Em comunicado oficial divulgado nesta terça-feira (2), o TCE-MS (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul) anunciou o falecimento do Procurador de Contas aposentado, Terto de Moraes Valente. Terto dedicou 25 anos ao serviço público como Procurador e se aposentou em 2014. A causa da morte não foi divulgada.

Natural de Maracaju, a 158 km de Campo Grande, Terto de Moraes Valente nasceu em 17 de janeiro de 1945. Aos 25 anos graduou-se em Direito pela Universidade do Paraná, em 1970.

Ao longo de sua carreira, Terto integrou o corpo de advogados do Tribunal de Contas, entre março e novembro de 1982. Em novembro de 1982, foi nomeado Inspetor da 2ª IGCE. Em 1985, recebeu nomeação pelo governador para o Ministério Público de Contas e em 1989 foi designado Procurador, após aprovação em concurso público.

Em 1990, foi promovido ao cargo de Subprocurador por antiguidade. Três anos depois, em 21 de dezembro de 1993, foi nomeado Procurador-Chefe para completar o biênio 1993/1994, sendo reconduzido para o biênio 1995/1996.

No ano de 2002, assumiu o cargo de Procurador-Geral para o biênio 2003/2004 e posteriormente foi reconduzido ao cargo para o biênio 2005/2006. Terto também desempenhou o papel de Procurador-Geral adjunto em 2009/2010 e posteriormente conduzido à função de Procurador-Geral.

Luto oficial

Em luto oficial pela perda, o Presidente do TCE-MS, Jerson Domingos, juntamente com o Procurador-Geral de Contas, João Antônio de Oliveira Martins Júnior, assinaram uma portaria estabelecendo três dias de luto no âmbito do MPC e TCE-MS.

Durante o período de luto oficial, a bandeira de Mato Grosso do Sul será hasteada a meio-mastro nas dependências do Tribunal de Contas do Estado e do Ministério Público de Contas, como sinal de respeito e em memória ao Procurador.

“Terto de Moraes Valente deixa uma marca indelével no âmbito jurídico e na comunidade em que atuou, sendo reconhecido por sua dedicação incansável em promover a justiça e o cumprimento das leis. Sua partida deixa uma lacuna irreparável, sendo lembrado não apenas como um colega exemplar, mas também como um amigo leal e um mentor inspirador”, destaca a nota de pesar divulgada pelo TCE.

O velório ocorrerá na Capela do Cemitério Jardim das Palmeiras nesta terça-feira (2), a partir das 7h, e o sepultamento está marcado para as 10h30.

Se quiser receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp gratuitamente ENTRE AQUI . Lembramos que você precisa salvar nosso número na agenda do seu celular.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS





















PUBLICIDADE
PUBLICIDADE