Auxiliando em abrigo de animais no Rio Grande do Sul, bombeiro de MS é mordido por cão

Militar separava briga de cães, quando acabou sendo ferido na mão

| MIDIAMAX/KARINA CAMPOS


Apesar do ferimento, militar segue na missão (Reprodução)

Não é só esforços para resgates e buscas de desaparecidos no Rio Grande do Sul que fazem a lida de bombeiros militares de Mato Grosso do Sul, que estão em apoio na região atingida pela enchentes. Durante o trabalho voluntário em um abrigo de animais, o sargento Thiago Kalunga acabou sendo mordido por um cão de grande porte, quando tentava separar uma briga entre os animais.

Thiago conta que estava próximo ao abrigo, quando o cão agarrou outro pet pelo pescoço. “Conseguimos contê-lo e o que estava sendo atacado me deu uma mordida de ‘agradecimento'”, disse.

Para se ter uma ideia da força da mordida, a aliança do militar foi torcida. Ele realizou curativos e tranquilizou: “Todos os animais estão bem, vacinas em dia e medicados. Seguimos na missão”.

Missão em área de difícil acesso

A equipe sul-mato-grossense segue em buscas por desaparecidos em uma área de difícil acesso de Roca Sales. A cadela Laika acompanha o grupo na missão de encontrar possíveis vítimas em escombros.

A área é de morro, com uma grande quantidade barro, deslizamento de terra e sedimentos. Por enquanto, não há informação se a família de seis integrantes, que moravam na região, foi encontrada.

Bombeiros em área de difícil acesso; Esperta, Laika acompanha missão (Reprodução)

Se quiser receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp gratuitamente ENTRE AQUI . Lembramos que você precisa salvar nosso número na agenda do seu celular.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS





















PUBLICIDADE
PUBLICIDADE