Obras em rodovias em MS não serão afetadas por cortes de verba, garante DNIT

Em nota, órgão diz que o cancelamento foi um remanejamento para otimizar a alocação de recursos

| MYLENA FRAIHA / CAMPO GRANDE NEWS


Fachada do prédio do Dnit em Campo Grande, localizado na Avenida Mato Grosso (Foto: Reprodução/Google Maps)

Em um movimento recente, o Governo Federal cortou R$ 5,7 bilhões em despesas não obrigatórias do orçamento deste ano. No entanto, a construção de novos trechos de rodovias em Mato Grosso do Sul, previstas pelo Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), não será afetada. A confirmação foi feita pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) na tarde desta segunda-feira (10).

Ao Campo Grande News, o DNIT informou que, em relação ao recente remanejamento orçamentário, não houve qualquer redução do orçamento previsto na LOA (Lei Orçamentária Anual) 2024 para a autarquia.

O órgão destacou que a disponibilização de recursos orçamentários para a infraestrutura rodoviária tem sido priorizada pelo Governo Federal, garantindo os recursos necessários para os empreendimentos previstos no Novo PAC.

“O cancelamento foi um remanejamento feito pelo Departamento, com o objetivo de otimizar a alocação de recursos, sem qualquer prejuízo para os empreendimentos rodoviários federais em execução, inclusive com reforço para a rubrica que trata da manutenção rodoviária (patrimônio público)', explicou a assessoria do órgão.

De acordo com o DNIT, a decisão de cancelamento foi uma medida de gestão visando a alocação eficiente de recursos. “Nenhum empreendimento sofreu paralisação ou redução do ritmo de obras. Ressaltamos ainda que, dependendo da evolução no ritmo de obras, o Departamento propõe remanejamentos visando executar todo o recurso disponibilizado na Lei Orçamentária Anual', reforçou a autarquia em nota.

Obras em MS - Anteriormente, foi anunciado que Mato Grosso do Sul receberia um investimento de R$ 15,4 bilhões no eixo de transporte eficiente e sustentável, abrangendo rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e hidrovias. Desses, R$ 4,7 bilhões seriam destinados R$ 8,2 bilhões a rodovias.

O governo federal também anunciou que a infraestrutura de transportes de Mato Grosso do Sul seria incrementada com oito obras de adequação e construção de rodovias, incluindo a adequação da travessia urbana de Dourados e a construção de trechos na BR-419/MS. Seguindo as diretrizes da gestão, todas essas obras considerariam os impactos sociais e ambientais, além de garantir melhorias na malha viária e no nível dos serviços prestados.

Veja a lista de empreendimentos em rodovias de MS que estão incluídas no Novo PAC:

Adequação da Travessia Urbana de Dourados

Adequação e construção do acesso à Nova Ponte sobre o Rio Paraguai em Porto Murtinho – BR-267/MS

Projeto de construção da BR-419/MS – Rio Verde do Mato Grosso – Aquidauana – 2 lotes

Construção da BR-419/MS – Rio Verde de Mato Grosso – Aquidauana – lote 4

Construção do Contorno de Três Lagoas – BR- 158/262/MS

Estudo para concessão da BR-163/267/MS – Sul

Estudo para concessão da BR-163/MS – Norte

Projeto de adequação da BR-267/MS 

Se quiser receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp gratuitamente ENTRE AQUI . Lembramos que você precisa salvar nosso número na agenda do seu celular.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS





















PUBLICIDADE
PUBLICIDADE