Para compensar o período de greve, os alunos da rede estadual de Mato Grosso do Sul terão aulas aos sábados, segundo a Secretária do Estado de Educação (SED). As férias do meio do ano, “Semana do Saco Cheio” em outubro e fim do ano letivo não foram alterados.

Conforme a SED, os alunos terão aulas nos dias 4 de julho, 1º e 15 de agosto, 12 e 26 de setembro e 24 de outubro, primeiro dia da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A reposição das aulas foi definida nesta segunda-feira (8) na reunião entre SED, Federação dos Profissionais em Educação (Fetems) e Conselho de Diretores da Rede Estadual (Condec).

Para a reposição, por causa greve, o cálculo não se baseia apenas aos dias parados, mas por aula perdida. Nas escolas estaduais, são de cinco a seis aulas por turno, então os alunos terão de 30 a 36 aulas para repor.

No encontro, decidiram não alterar as férias de julho que vai do dia 13 a 28 de julho, a “Semana do Saco Cheio”, em outubro, e o fim do ano letivo no dia 16 de dezembro.

Os alunos da rede estadual voltaram à escola nesta segunda-feira (8) depois do encerramento da greve na última quarta-feira (3), véspera do feriado de Corpus Christi, quando aceitaram a proposta de conciliação apresentada pelo Tribunal de Justiça (TJ-MS). Os professores iniciaram a paralisação no dia 25 de maio.

Rede municipal
Os professores da rede municipal de Campo Grande continuam em greve. Eles estão paralisados desde o dia 25. Na tarde desta segunda-feira foi apresentada uma proposta ao Sindicato Campograndense dos Profissionais da Educação (ACP) que vai levar à assembleia geral na terça-feira.

Conforme a proposta, o índice de 8,5% de reajuste deve ser dividido: 0,502% em junho, 1,333% em julho, 1,333% em agosto, 1,333% em setembro, 1,333% em outubro, 1,333% em novembro e 1,333% em dezembro.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE