Diante dos tradicionais concursos de beleza realizados no Assentamento Mutum, em Brasilândia, só restava ao então adolescente Gilian Marques da Silva ajudar as amigas nos preparativos. Afinal, aquilo não era coisa para menino, diziam. Apaixonado pelo glamour e pompa do universo da beleza, era ele quem corria atrás de vestidos, biquínis e maquiagens. Mas foi só aos 24 anos, e como Nicolly Stefanele que ele se realizou. Hoje ostenta o título de Miss Gay Mato Grosso do Sul e representará o Estado no Miss Brasil Gay Universo.

“É uma realização muito grande para mim. Eu não esperava por isso, mas é muito bom. Lá no começo, na minha cidade, foi muito difícil. Sofria chacota e riam de mim. Hoje me respeitam e se orgulham de mim”, conta emocionado.

Tudo aconteceu quando em 2009 depois de se mudar para Campo Grande, Gilian recebeu de um amigo a seguinte sugestão: “você montado ficaria lindo. Por que não tenta?”. Por três anos ele foi ao evento sem participar, apenas para observar como tudo era feito.

No final de 2014 tentou e conseguiu o título de mais bela transformista do Estado. “Eu nem acreditei. Fiquei muito feliz. Foi a realização de um sonho”.

O concurso será disputado em São Paulo, no dia 25 de julho, e caso vença, Nicolly viajará até a Espanha para a disputa mundial do título.

Por aqui, os preparativos estão a todo vapor. “Estou fazendo aulas de postura e arrumando os últimos detalhes para sair tudo certo”, conta cheio de ansiedade.

Agora ele e seus assessores trabalham para conseguir os trajes típicos a serem usados por Nicolly, que, sem dúvidas, estará linda. 

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE