Após a ida-não ida de Léo Moura ao Vasco, o lateral-direito decidiu se manifestar. Via redes sociais, o jogador confirmou que houve proposta para jogar no Cruz-Maltino, mas que nunca assinou qualquer documento. Disse ainda que "não poderia fazer isso", de se transferir a outro clube do Rio, devido ao carinho e respeito da "nação rubro-negra". No longo texto, porém, em nenhum momento cita o nome do Vasco.

- Aos meus fãs, um pequeno esclarecimento, pois tenho carinho e admiração por vocês que sempre torceram por mim. Então, mais tranquilo, resolvi me pronunciar. Realmente a proposta existiu. Chegou até mim como qualquer profissional. Mas, em nenhum momento, assinei qualquer documento firmando um compromisso e falei algo na imprensa ou em qualquer outro lugar. Todos têm direito de falar, mas julgar, devemos pensar antes de qualquer coisa. Por respeito e carinho à nação rubro-negra, meus fãs e pelo clube, por tudo o que aconteceu na minha despedida, eu não poderia fazer isso. Estou com a cabeça tranquila e em paz que tomei a decisão certa. Mesmo com todos os comentários negativos à minha pessoa e à minha família que fizeram, não tenho mágoa. Mas peço sempre que julguem, falem, quando tiverem certeza. Hoje pertenço ao Fort Lauderdale Strikers e isso tem de ser respeitado. Um abraço e boa noite. Léo Moura - escreveu.

Na manhã desta segunda-feira, Eurico Miranda, presidente do Vasco, confirmou, em entrevista coletiva em São Januário, que Léo Moura seria o novo reforço do time. Quatro horas depois, porém, veio a notícia de que o lateral não seria mais contratado. No fim da tarde, o mandatário falou à Rádio Tupi que o Vasco nunca havia procurado o jogador. Que era exatamente o contrário.

- Deixe-me esclarecer esse assunto. Em nenhum momento o Vasco procurou Léo Moura. Ele procurou diversas pessoas no Vasco, entre elas o (gerente de futebol) Paulo Angioni, querendo ver se se viabilizava vir para o Vasco. Ele havia ligado algumas vezes para o José Luis Moreira, que ficou encarregado de conversar, e o senhor Léo Moura esteve na casa do Zé Luis. Acertou as bases salariais para vir para o Vasco, em cima do pedido reiterado que ele fez. Como vice de futebol, o Zé Luis passou para mim, e estou habituado a lidar da seguinte maneira: assumido compromisso, compromisso assumido. Hoje (segunda-feira) divulguei Léo Moura - disse.

O presidente cruz-maltino criticou o fato de a decisão de Léo Moura possivelmente ter sido influenciada pela repercussão negativa entre os rubro-negros, irritados com a ida do lateral para o maior rival – a direção do Fort Lauderdale Strikers também ficou surpresa com o anúncio do Vasco. E disse que não liberou o jogador. Para Eurico, que as portas de São Januário estão definitivamente fechadas.

- Se teve pressão de A, B ou C, isso não é problema meu. Agora, nem de graça ele vem para o Vasco. Não sei tratar as coisas dessa forma. O sujeito faz, pede e assume compromisso, depois diz que tem pressão da tia, da torcida e de sei lá quem. Em nenhuma hipótese ele joga mais no Vasco - finalizou o presidente, que concederá uma entrevista coletiva para explicar o caso.


Desistência de Léo Moura em se transferir para Vasco rende piadas nas redes sociais

A desistência de Léo Moura em se transferir para Vasco já começou a render piadas nas redes sociais. O presidente do clube, Eurico Miranda, chegou a anunciar a contratação do lateral-direito, ex-Flamengo, na manhã desta segunda-feira. Mas o jogador, atualmente no Fort Lauderdale Strikers, dos Estados Unidos, mudou de ideia e deve ter como destino o Coritiba, deixando o Cruz-Maltino um alvo de zoações na web. Confira algumas abaixo:






 






 

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE