A brasileira Ingrid Oliveira, 19, dos saltos ornamentais cometeu uma falha em seu quarto salto na etapa classificatória da plataforma de 10m e deixou a aos prantos piscina do centro aquático onde são realizadas as provas da modalidade nos Jogos Pan-Americanos de Toronto nesta sexta-feira, 10.

O erro aconteceu na quarta rodada de apresentação, quando ela tentou um duplo mortal e meio carpado, com grau de dificuldade de 2.9, mas a execução não saiu como o esperado e ela caiu de costas na água. Ao sair da piscina, foi amparada pela técnica Andrea Boheme, que também é sua treinadora no Fluminense. Até então, Ingrid fazia uma campanha regular, ocupava a quinta colocação no geral, inclusive apresentando com perfeição alguns saltos com grau de dificuldade maior.

"Aquela porrada que Ingrid levou na água, não doeu nas costas, mas na cabeça e no coração. Eu disse para ela após sair da piscina: 'Agora você vai lá na plataforma e vai mostrar a atleta que você'. Ingrid é muito raçuda, foi lá e fez um belo salto na sequência", relatou Andrea. No salto seguido ao da falha, Ingrid executou um movimento quase perfeito e tirou notas acima de 7.  A treinadora atribuiu a falha à dificuldade do salto. "Ela estava insegura com este salto, porque é novo para ela. Daí tem a arquibancada cheia, nesta prova ela estava competindo de igual para igual contra as meninas que foram finalistas em Jogos Olímpicos de Londres, então tudo isso deixa o atleta temeroso", explicou.

Mesmo com o erro, Ingrid Oliveira terminou na sétima posição com 266,70 pontos. Outra brasileira na disputa, Giovanna Pedroso conseguiu 295,50 e terminou na sexta colocação. A única competidora que terminou atrás de Ingrid Oliveira Delaney Schnell. No último mundial junior da modalidade, a norte-americana ficou com a quarta colocação, três à frente da brasileira.

A final da plataforma de 10m para mulheres acontecerá no sábado, 11, a partir das 21h, horário de Brasília. No mesmo dia, Ingrid também compete no salto sincronizado, com Giovana Gomes.

Ingrid marcou presença no noticiário pré-Pan após revelar que sua foto de maio na piscina da competição, uma semana antes do evento, sofreu uma enxurrada de comentários maldosos do público masculino. Ela relatou que apagara os comentários de seu perfil nas redes sociais, e foi blindada pela comissão técnica dos saltos para evitar entrevistas.

Depois da disputa, a técnica de Ingrid, Andrea Boheme apontou o nervosismo como um dos motivos para a falha e negou que o incidente nas redes sociais tenha influenciado. "O erro foi de nervosismo, ela sabe disso, está com raiva. Ela queria subir de novo lá na plataforma e fazer novamente, mas não deixaram, porque fecharam a plataforma".

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE