Um feirante de 47 anos de Corumbá, distante 415 quilômetros de Campo Grande, é o primeiro caso de febre chikungunya registrado em Mato Grosso do Sul em 2015, segundo o boletim da Secretaria do Estado de saúde (SES) divulgado nesta quarta-feira (22).

Segundo a assessoria da SES, o feirante começou a apresentar alguns sintomas da doença no dia 13 de junho. Ele não conseguia segurar os objetos e tinha dificuldade de andar.
saiba mais

Sobre o local onde contraiu a doença, a secretaria ainda está investigando. A dificuldade é por causa da profissão da vítima que é feirante e também trabalha na Bolívia onde o índice de contágio está alto.

Outra confirmação apresentada pelo boletim, em Campo Grande, é de uma mulher que apresentou os sintomas em novembro de 2014. Mas o exame de confirmação ficou pronto apenas no início do ano.

Neste ano, já foram notificados 82 casos e outros 75 foram descartados. Os sintomas da doença são: febre de início súbito maior que 38,5°C, dor intensa nas articulações de início agudo, acompanhada ou não de edemas (inchaço), não explicado por outras condições.

Além disso, as pessoas devem ficar atentas se reside ou visitou áreas onde estejam ocorrendo casos suspeitos até duas semanas antes do início dos sintomas ou que tenha vínculo com algum caso confirmado.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE