O Juiz Marcus Vinícius de Oliveira Elias decretou na tarde desta quarta feira (12) a prisão de um professor de 42 anos, morador do Jardim dos Estados, em Dourados. Na semana passada, 06, a delegada Rozeli Galego, titular da Delegacia da Mulher, acatou e investigou uma denúncia realizada pelo conselho tutelar de Dourados, que apontava o professor como estuprador da enteada de 16 anos.

Uma equipe do conselho tutelar recebeu uma denúncia e foi averiguar. Ao chegar à residência da adolescente, a jovem não negou a denúncia e afirmou que os abusos vinham sendo cometidos pelo padrasto desde quando ela tinha seis anos de idade, mas que o ato sexual só foi, de fato, consumado quando ela havia completado 14 anos.

A adolescente contou que sofria diversas ameaças de vida para que não dissesse a ninguém sobre a violência sexual. Após ouvi-la, o conselho tutelar conversou então com a mãe da menina que se mostrou chocada e horrorizada com a situação. Ela informou que não sabia e nem desconfiava de nada.

Diante do apoio e solidariedade da mãe, a jovem confirmou toda a história perante às autoridades policiais competentes, o que resultou na representação contra o professor de uma escola na região do Jardim Maracanã.

No momento da prisão, ele negou as acusações e se recusou a assinar o mandato de prisão, entretanto, perante duas testemunhas, ele recebeu voz de prisão e está recolhido no 1º distrito policial.

O acusado tem duas filhas biológicas com a mãe da adolescente, uma de 3 e outra de 1 ano.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE