O soldado do Corpo de Bombeiros, Fabrício de Lima Teixeira, de 26 anos, ferido por 5 tiros na tarde de segunda-feira (17), pode ter sido vítima de crime passional. A Polícia Civil de Paranaíba, cidade a 407 quilômetros de Campo Grande, onde o caso foi registrado, segue investigando o crime.

A equipe da polícia passou a manhã desta terça-feira (18) ouvindo testemunhas. De acordo com o delegado titular do Garras (Delegacia Especializada em Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), Edilson dos Santos, há fortes indícios de que o crime foi motivado por questões passionais.

Ainda de acordo com Edilson, o suspeito de cometer o crime já foi identificado e qualificado. Equipes da polícia seguem em diligência para que ele seja preso. As investigações estão em fase inicial, diz o delegado, mas estão avançadas.

Estado de saúde

Amigos de Francisco foram até a Santa Casa para visitar o bombeiro. A informação é de que ele passou por cirurgia no abdome e segue estável. Ele consegue movimentar braços e pernas e estava consciente antes da cirurgia, feita na madrugada desta terça-feira.

O caso

O crime aconteceu por volta das 15h30, quando Fabrício realizava atendimento em uma das escolas municipais de Paranaíba. No momento em que ele colocava o socorrido na viatura, um homem, que conduzia uma Honda Biz, cor-de- rosa, atirou seis vezes contra o militar.

Os disparos foram feitos com um revólver calibre 38. Um dos tiros atingiu a porta da UR (Unidade de Resgate). Os outros cinco feriram o soldado nos dois braços, na região pélvica, na cervical e na bacia, local onde a bala teria ficado alojada.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE