Invicto na carreira após 13 lutas, o campeão dos médios do UFC Chris Weidman não tira uma ideia da cabeça: enfrentar Jon Jones. Apesar do ex-detentor do cinturão dos meio-pesados ainda estar suspenso após se envolver em um acidente de trânsito, o algoz de Anderson Silva afirmou, em entrevista ao programa “MMA Hour”, que não pretende pendurar as luvas sem antes poder realizar este confronto.

– Uma certeza que tenho é que não vou parar de lutar sem enfrentar o Jon (Jones). Essa luta só não acontece se ele não voltar mais. Mas se ele estiver aqui e eu também, as pessoas vão querer ver essa luta. Eu quero vê-la acontecer também – afirmou o “All American”.

Weidman explicou o motivo de querer encarar um adversário que não é da sua categoria e fez uma comparação quando encarou Spider. Segundo o americano, sua maior motivação é ter grandes desafios pela frente e considera Jon Jones o maior deles.

– Não tenho nada contra o Jon (Jones), mas quero encarar os melhores. Sempre quero ter os maiores desafios na minha frente e vencê-los. Foi dessa maneira que quis enfrentar o Anderson Silva, quando ninguém mais queria. Quero que imaginem quem eu não posso derrotar e o Jon é um desses caras – completou o lutador, que é o número um dos médios desde julho de 2013.

Chris Weidman, que em maio deste ano nocauteou Vitor Belfort, no UFC 187 e defendeu pela terceira vez o cinturão da divisão, volta a pisar no octógono no dia 12 de dezembro, na edição 194 do show, quando encara o compatriota Luke Rockhold.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE