Gás de cozinha (GLP) fica 10% mais caro para o consumidor sul-mato-grossense a partir desta terça-feira, 1º de setembro, podendo passar dos R$ 60,00 o valor do botijão de 13 quilos no Estado, informou o Sindicato das Micro e Pequenas empresas de Gás Canalizado e Similares de Mato Grosso do Sul (Simpergasc).

A alta de preços, que acontece pela segunda vez neste ano — o primeiro reajuste ocorreu em março, elevando em até 14% o valor do produto no Estado — é decorrente do dissídio coletivo dos trabalhadores dos derivados do petróleo; aumento de encargos das distribuidoras, repassado às revendedoras; e da elevação da pauta fiscal do gás. Com este novo reajuste, o aumento acumulado no ano chega a 24%.

“Hoje o preço médio do gás P-13 (botijão de 13 quilos, de uso doméstico) está de R$ 55,00 a R$ 57,00 e se todo mundo acompanhar, os valores vão passar dos R$ 60,00, batendo nos R$ 62,00”, calcula a presidente da entidade, Neusa Borges. Pela estimativa do Simpergasc, os valores praticados passarão a variar de R$ 60,50 a R$ 62,70, dependendo da distribuidora e do estabelecimento escolhido.

Valores muito inferiores à nova média de mercado merecem atenção, alerta o sindicato, pois podem ser indício de fraude.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE