A Ponte Preta não aceitou os erros de arbitragem na derrota para o Cruzeiro por 2 a 1, na última quarta-feira, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O clube campineiro protocolou, nesta sexta-feira, um pedido de anulação do jogo, junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

A Macaca alega que o árbitro Emerson Luís Sobral, afastado pela arbitragem, inverteu faltas, laterais e escanteios que eram a favor da Ponte Preta, além de deixar de marcar um pênalti em Borges e validar um gol legítimo do Alvinegro.

“O pedido protocolizado pela Ponte é fundamentado no ofício do afastamento do árbitro feito pela própria CBF, o qual alega ter sido feito por ‘deficiência técnica’ do juiz Emerson Sobral. Ora, se a própria CBF é quem escala o árbitro e reconhece que o mesmo não é capaz tecnicamente de arbitrar a partida, deve arcar com esse ônus, anulando então a partida", disse o diretor jurídico Giuliano Guerreiro.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE