O Jiu-Jitsu foi a ferramenta que o sul-mato-grossense Deigon Monteiro, 34, encontrou para que pudesse superar as limitações impostas por uma fatalidade. O atleta se dedicou ao esporte depois de perder o braço direito em um acidente de trabalho aos 18 anos, enquanto operava máquinas agrícolas.

A modalidade que era hobby virou paixão e um estilo de vida. O lutador já conquistou títulos importantes, como o da categoria peso pesado (até 100 quilos) do Campeonato Mundial de 2014. Deigon competiu com desafiantes que não portavam nenhum tipo de deficiência.

No próximo domingo (13), ele sai de Maracaju - cidade onde reside, treina e trabalha como servidor público - para participar da graduação que acontece em Dourados, sob supervisão do líder da acadêmia NineNine em Mato Grosso do Sul, o mestre faixa preta Fernando Walevein.

Para Deigon, trata-se de uma oportunidade para dar um passo a mais rumo ao sonho de se tornar faixa preta. Mas antes, ele ainda precisa conquistar as faixas roxa e marrom.

“Todo lutador sonha um dia obter a máxima graduação. Não sou diferente e quero dar continuidade aos meus treinamentos para que possa ser merecedor de cada grau e faixa que vierem. Quero, aos poucos, conquistar meu espaço e ser o melhor que puder”, enfatizou o competidor, lembrando que o desafio é o que o motiva.

“Sempre gostei de artes marciais e cheguei a me arriscar em todas as modalidades, mas o Jiu-Jitsu foi a que me adaptei melhor. Achava que jamais conseguiria lutar novamente até fazer a minha primeira aula experimental. O que me incentiva é saber que posso me superar. Não se trata apenas de vencer, mas sim de sempre participar de uma luta da melhor maneira possível, além de provar para mim mesmo que sou capaz”, disse o atleta determinado a driblar as adversidades.

O mestre Walevein lembra que apesar dos resultados expressivos e do domínio que ele exerce em sua categoria no Mato Grosso do Sul, ainda não é o momento para Deigon mudar de faixa. “Ele vai receber mais um grau em sua faixa azul. Quando completar os quatro graus necessários, será premiado com a faixa roxa nas graduações a seguir. Entretanto, ele é um exemplo para todos e certamente vai se tornar um lutador completo”, pontuou o líder da equipe.

A graduação acontece no próximo domingo e contará com aproximadamente 80 atletas em uma cerimônia que acontece em Dourados. Membros de Maracaju, Caarapó, Naviraí e Itaporã devem participar do evento que tem início às 7h da manhã na Praça Antônio João, no Centro da cidade.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE