A cena poderia facilmente acontecer em um vestiário do Grêmio. Jogadores estafados, suados, jogados em bancos ou mesmo no chão. Mas com um sorriso maroto no rosto. A vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-PR, no Couto Pereira, nesta quarta-feira, deixou o Tricolor a seis pontos do líder Corinthians, graças a vitória do rival Inter sobre os paulistas, no Beira-Rio. Há pouco menos de um mês, os azuis não ficavam tão perto do posto. A busca pela taça nacional segue viva e palpável. 

O Tricolor conseguiu diminuir a distância de nove para seis pontos do líder Timão. Do Atlético-MG, a equipe de Roger está a apenas um ponto, já que os mineiros foram goleados pelo Santos nesta quarta-feira. Os seis pontos de diferença vinham na 23ª e 24ª rodadas. Na anterior, o Grêmio perdeu para o São Paulo e viu o alvinegro abrir nove pontos. O mês de setembro, da principal maratona de jogos na competição, iniciou com oito pontos de vantagem dos paulistas, na 22ª. Mas a caça ao líder não parou. 

- Aquilo que o torcedor quer é a busca do título. Se acabarem esses resultados que estão agora (derrotas de Corinthians e Atlético-MG - a entrevista do dirigente ocorreu antes do final da partida), fica melhor ainda. Esse grupo de trabalho quer e o torcedor quer uma conquista. Tínhamos falado que precisávamos sair vivos dessas três partidas. E estamos vivos - afirmou o diretor executivo gremista, Rui Costa, após o jogo. 

Nas rodadas anteriores, a distância para o Corinthians também esteve grande. O Grêmio ficou oito pontos atrás dos paulistas nas 21ª e 22ª  - na 20ª, novamente seis pontos. Antes, o Timão vivia momento de se consolidar na liderança, ao acabar de ultrapassar o Atlético-MG, justamente por conta de vitória gremista no Mineirão. 

- A gente pensa em estar na briga. Estamos a um ponto do atletico e isso é importante. queremos nos manter ali perto - disse Luan, destaque da vitória com gol e assistência. 

A aproximação gremista veio em bom momento. O técnico Roger deixou claro que o objetivo durante a maratona de jogos que iniciou com o Gre-Nal do dia 9 de agosto e se encerra no dia 4 de outubro. A intenção é diminuir ainda mais a distância para o Corinthians para que, na reta final do Brasileirão, o Tricolor ainda tenha chance de conseguir chegar ao título. No confronto direto entre as duas equipes, na semana passada, empate em 1 a 1 que manteve tudo igual na tabela. 

Durante a sequência de jogos, o Grêmio teve algumas perdas. Maicon, por exemplo, pode voltar de lesão muscular contra o Palmeiras, neste sábado, às 18h30, no Pacaembu. O zagueiro Pedro Geromel está em recuperação de lesão. O goleiro Marcelo Grohe foi baixa e pode ficar novamente fora, por conta da torcicolo. Nesta série, as principais perdas foram por suspensões, como Edinho para o duelo com o Verdão, e convocações.

- Tenho dito que dia 4 para. E até ali a gente tem que estar com uma distância razoável do líder, para no sprint final nos manter na briga e tirar a diferença. A sequência já passou da metade e estamos cumprindo bem. Perdendo uma peça, recuperando outra. Não precisamos poupar ninguém. Para que a gente consiga se manter bem vivo na competição - apontou o técnico Roger.  

O elenco gremista desembarca em Porto Alegre no final da manhã desta quinta-feira e já treina no CT Luiz Carvalho. O trabalho com os atletas que atuaram no Couto Pereira, claro, será regenerativo.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE