Após o atropelamento que resultou na morte do indígena Miguel Brites, 55, no dia 22 de setembro, e consequentemente no fechamento da Perimetral Norte em protesto pela falta de segurança de quem trafega pelo local, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), instalou os primeiros obstáculos da região. São quatro quebra-molas.

O trecho fica entre a MS-156, saída para Itaporã e a avenida Guaicurus, margeando parte do Parque Alvorada e Residencial Monte Carlo, próximo a um acampamento indígena na Aldeia Bororó.

Apesar da instalação dos obstáculos, o Detran deve realizar estudos técnicos no local para a instalação de lombadas eletrônicas para controle de velocidade, porém, ainda não há definição de quando isso acontecerá.

No ano passado, indígenas já haviam bloqueado o mesmo trecho por conta dos acidentes no local. Na época, o governador André Puccinelli (PMDB) relatou que faria melhorias na rodovia para garantir a população, porém, segundo eles, nada foi feito.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE