Dom Peppino (Lima Duarte) vai responder a um atentado com uma guerra em I Love Paraisópolis, novela das sete da Globo. Depois de ter seu carro esmagado no lixão da favela, em cena que irá ao ar no dia 13, o mafioso dará ordem para que todos os que atravessaram seu caminho sejam eliminados, o que inclui os protagonistas Grego (Caio Castro) e Mari (Bruna Marquezine).

“Pode dar início às providências. Cada um dos meus inimigos vai conhecer de perto a minha ira! Vou acabar com cada um deles!”, dirá a Sabão (Ricardo Blat). Mas a missão só será cumprida com Omara (Priscilla Marinho), que será jogada em um rio com cimento nos pés e morrerá afogada.

“Você é a conselheira do Javai [Babu Santana]. Ele ouve tudo o que você diz. Ele age pelas suas ideias. Tenho certeza que saiu dessa sua cabecinha aqui a ideia de acabar com a minha vida naquele acidente”, dirá Peppino, calmamente, antes de mandar eliminá-la.

“Capangas carregam Omara com os pés dentro do balde de cimento. Omara grita, mas não ouvimos sua voz. Os capangas jogam Omara num rio. Omara, desesperada, tenta nadar, até que não consegue e afunda. Omara arregala os olhos. E depois os fecha, para sempre”, diz a descrição da cena que vai ao ar no dia 14.

O capítulo mostrará uma sequência de personagens recebendo visitas de matadores a mando do mafioso, e uma confusão ficará instaurada na cidade. “É o caos! Está em todos os sites! Está na TV! Uma série de atentados! Estão acontecendo por toda a cidade! E em Paraisópolis!”, dirá Ester (Maureen Miranda), dando a notícia a Gabo (Henri Castelli) e Benjamin (Maurício Destri).

A sequência terá lances cômicos. Enquanto Grego, Javai e Mari se livrarão dos capangas com socos e chutes, Soraya (Letícia Spiller) se defenderá de um dos matadores com um spray de laquê e um esfregão de marfim. “Dona Soraya, quanta coragem! E quanta sofisticação! Só a senhora para nocautear um matador com um chiquérrimo esfregão de marfim e pelo de texugo! Bravo!”, comemorará o mordomo Júnior (Frank Menezes).

Acordo de paz

Dom Peppino marcará um encontro com Benjamin para explicar o motivo dos ataques e chantageá-lo. “Eu não fiz nada. Eu estava no meu canto. Fazendo o melhor pelos meus negócios. Até que... Bem, vocês sabem do atentado. E sabem que não era para eu estar vivo agora! Mas eu escapei!”, dirá o mafioso.

“E começou uma guerra!”, responderá Ben. “Meus jovens, eu não comecei essa guerra! Uma guerra só tem perdedores. Mas eu posso acabar com isso. Desde que vocês colaborem”, continuará Peppino. A conversa será interrompida pela chegada de Danda (Tatá Werneck).

O mafioso convocará uma reunião entre Benjamin, Grego, Javai, Gabo, Fradique (José Rubens Chachá) e Cícero (Danton Mello) para propor um acordo de paz. “Um acordo para que todos nós possamos trabalhar em paz! Seguir em frente com nossos negócios! Sem matança, sem bagunça! Na mais perfeita harmonia”, dirá. Benjamin enfrentará o bandido e será o único a rejeitar a proposta. “A minha resposta é uma só. E é não! Eu me recuso e sempre vou me recusar a compactuar com a máfia”, falará o arquiteto.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE