O Atlético-PR não conseguiu segurar a pressão no Paraguai e acabou eliminado pelo Sportivo Luqueño na Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, no Estádio Feliciano Cáceres, em Luque, os donos da casa construíram uma vitória por 2 a 0 com um golaço do atacante Jorge Ortega e um rebote de um pênalti duvidoso assinalado ainda na etapa inicial.

Por ter vencido por 1 a 0 na Arena da Baixada, o Atlético-PR precisava de apenas um empate, ou até mesmo uma derrota por um gol, desde que balançasse as redes, para avançar à semifinal da competição sul-americana. Porém, com muitas dificuldades na armação das jogadas, a equipe brasileira pouco assustou os paraguaios e demonstrou muita fragilidade no setor defensivo.

Com apenas três minutos do primeiro tempo, Kadu falhou na defesa, Ortega ficou com a bola, deu um lindo chapéu no chileno Vilches e tocou com categoria por cima de Weverton para abrir o placar.

Depois de uma pressão dos paraguaios, aos 34min, Mendieta avançou pela direita, e, perto da linha de fundo, acabou se enroscando com Hernández, no limite da linha da área, mas o árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, José Leguizamón viu o goleiro brasileiro defender, mas ele mesmo pegou o rebote e ampliou o marcador.

Na etapa final, precisando de apenas um gol para conseguir a classificação, o Atlético-PR começou a se soltar na partida e, aos poucos, foi dando pequenos sustos nos donos da casa.

A melhor chance da equipe comandada por Cristóvão Borges aconteceu aos 24min. Nikão encontrou Dellotorre pela esquerda, que cruzou forte para o meio-campista pegar de primeira, à queima roupa. No reflexo, o goleiro Chena operou um milagre e deixou entalado o grito de gol, e da classificação, dos atleticanos.

Já no final da partida, perto dos acréscimos, Nikão cometeu uma falta, tentou acertar uma cotovelada no adversário e foi expulso pelo árbitro da partida.

Agora, a equipe paraguaia encara o River Plate nas semifinais, que perdeu para a Chapecoense na Arena Condá por 2 a 1, mas fez 4 a 3 no placar agregado.

A próxima fase já tem suas datas definidas: os jogos serão nos dias 4 e 25 de novembro.

FICHA TÉCNICA:
SPORTIVO LUQUEÑO 2 X 0 ATLÉTICO PARANAENSE

Local: Estádio Feliciano Cáceres, em Luque (Paraguai)
Data: 28 de outubro de 2015, quarta-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Christian Ferreyra (Uruguai)
Assistentes: Miguel Nievas (Uruguai) e Gabriel Popovits (Uruguai)
Cartões amarelos: Eduardo, Roberto (Atlético-PR)
Cartão vermelho: Nikão (Atlético-PR)
GOLS: LUQUEÑO: Ortega, aos 03 minutos, e Leguizamón, aos 35 minutos do primeiro tempo

LUQUEÑO: Jorge Chena; Aquilino Giménez (Robert Aldama), Meza, José Leguizamón e Marcelo Báez; Jorge Núñez (Óscar Ruíz), Miguel Godoy, Luis Miño e David Mendieta (Luiz Matto); Jorge Ortega e Guido Di Vanni. Técnico: Eduardo Rivera

ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo (Cléo), Christián Vilches, Kadu e Roberto; Otávio, Bruno Pereirinha (Hernández) e Hernani (Hernani); Marcos Guilherme, Nikão e Walter. Técnico: Cristóvão Borges

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE