Zé Maria (Tony Ramos) cometerá mais um assassinato em A Regra do Jogo, novela das nove da Globo. Ele, que no passado foi o escolhido pela facção para comandar uma chacina, vai matar Paturi (Glicério do Rosário), flagrado por Tio (Jackson Antunes) conversando com o delegado Faustini (Ricardo Pereira).

Na sequência que vai ao ar no dia 14, o policial dará uma prensa em seu informante para conseguir nomes de membros da facção. “Cadê a identidade do tal Tio? Cadê os tais documentos de que você falou? Cadê alguma operação que você nunca entregou?”, cobrará Faustini. Paturi tentará enrolar o delegado e receberá o prazo de um dia para aparecer com alguma informação relevante.

Toda a cena será vista por Tio, que levará Paturi para o esconderijo da organização criminosa e ordenará que os outros membros deem uma surra no companheiro. “Não sei quase nada. Ia falar o quê? Ele estava atrás dos nomes. Não sei o nome de ninguém. Ele ficava atrás de mim, ia na minha casa, cercava minha mulher. Ameaçaram minha família, pô. Não falei nada, não entreguei ninguém. Pelo amor de Deus! Não me mata, Tio. Eu sumo, eu me mando daqui. Me deixa vivo, tenho família que depende de mim”, implorará o bandido.

Tio e Zé Maria farão uma reunião para julgar se Paturi merece ou não morrer. “Ele deve tá falando a verdade. Ele não sabe de muita coisa, mesmo. Se entregou alguém, foi só peixe miúdo”, concluirá o pai de Juliano (Cauã Reymond). “A primeira coisa é sair daqui. Essa sala já era. Vamos desmontar tudo, carregar nossas coisas pra outro canto”, completará Tio. “Vamos ter que dar fim”, sentenciará Zé Maria sobre o destino do informante, antes de voltar à sala onde estará Paturi e atirar nele. Ao ouvir o tiro, Tio reagirá abaixando a cabeça, pensativo.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE