Saiba como proteger seus pets do coronavírus

Higienização após passeio é recomendado por veterinária

| CORREIO DO ESTADO / GABRIELLE TAVARES


Pessoas com a doença devem se isolar de seus pets - Valdenir Rezende/Arquivo/Correio do Estado

Quem tem animais de estimação tem uma preocupação a mais com a pandemia da Covid-19: contaminar os pets. Pesquisas já mostraram que eles não podem transmitir o vírus, mas podem ser contaminados.

A médica veterinária e doutora em ciência animal, Juliana Galhardo, tem estudado sobre o tema e garante que os dados e informações são muito novos e em constante modificação. Mesmo sem poder transmitir a doença, os bichinhos podem servir como superfície já que o vírus pode sobreviver por tempo considerável no ambiente.  

A veterinária orienta que os tutores tenham cuidados extras, como a higiene após o passeio. “É recomendado que durante o passeio evite-se a aglomeração, nada de encontrar-se com outras pessoas e animais. Não demorem, faça o passeio com o animal e voltem para casa, sejam objetivos. Chegando em casa o recomendado é lavar as patinhas com água e sabão, e enxugar depois para evitar fungos', relata.

Galhardo recomenda ainda que pessoas com a doença tentem se isolar de seus pets, para evitar contaminá-los. “Estudos mostram que nós, seres humanos, podemos sim transmitir o vírus para os pets – principalmente para os gatos. Ainda há poucas pesquisas sobre a ação do vírus no organismo destes animais, porém sabe-se que estes podem ficar doentes', disse.

A profissional destaca que o abandono dos animais nunca deve ser uma opção. “Neste momento de tantas dúvidas, é normal as pessoas ficarem com medo, mas não é normal abandonar seu animal', frisa Juliana.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE