Com Covid-19 e dengue, ex-senador Delcídio do Amaral tem febre e volta a ser internado 3 dias após alta

Ele teve alta no sábado (25) e na madrugada desta terça-feira (28), após sentir febre e dores, voltou a ser hospitalizado.

| G1 / RICARDO FREITAS, G1 MS


O ex-senador Delcídio do Amaral (PTB), de 65 anos, voltou a ser internado nesta terça-feira (28) no Hospital da Cassems, em Campo Grande. Ele ficou apenas 3 dias em casa após receber alta no dia 25 de julho. Ele está com Covid-19 e dengue.

Em uma postagem em uma rede social nesta terça, ele disse que não melhorou, que teve mais febre, e por isso, estava voltando para atendimento médico. "O 'ioiô' dos sintomas resolveu ficar parado de ontem pra hoje e não melhorei. Essa noite tive mais febre e acredito que estou desidratando. Não adianta teimar! Estou voltando pro hospital", escreveu.

O ex-senador ainda pediu para as pessoas não subestimaram a Covid-19 e nem a dengue. "A ação de qualquer uma no organismo é horrível mas as duas juntas nos tornam um farrapo humano. Fiquem com Deus, cuidem-se bem e torçam por mim!", completou.

A assessoria do ex-senador disse que ele está consciente e aguarda informações médicas.

Delcídio foi diagnosticado com a infecção pelo novo coronavírus no dia 14 de julho, após fazer um teste do tipo RT-PCR, em um laboratório. Tinha passado por uma bateria de exames, e com sintomas leves, cumpria isolamento em casa.

O quadro clínico dele se agravou e no dia 22 foi internado no Hospital Cassems, também na capital sul-mato-grossense. Um dia depois, descobriu que também estava com dengue: 'Covengue", brincou. Ele ficou 4 dias internado até receber alta.

Nesta segunda, mais magro, abatido e cansado, ele chegou a gravar um vídeo dizendo como estava se sentindo.

"Tenho medicação que me foi passada que eu estou seguindo a risca e fazendo um processo de hidratação muito forte, especialmente por causa da dengue. Estou particularmente muito cansado ainda. Não sei é a mistura da dengue com covid, ou agora mais dengue do que Covid, mas são doenças que humilham a gente. A gente vira um farrapo humano. Você tem as forças completamente abaladas. Você se sente um fraco e impotente. É uma coisa assim, inacreditável. Doenças gravíssimas. A gente precisa ficar muito atento".

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE