Novo comandante fala em 'grande desafio' ao assumir Batalhão em Dourados

| DOURADOSNEWS / ADRIANO MORETTO E OSVALDO DUARTE


Troca de comando da PM ocorreu nesta manhã na escola Presidente Vargas - Crédito: Osvaldo Duarte/Dourados News

O novo comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar de Dourados, tenente-coronel Helbert Davyson Romeiro de Souza, disse encarar um grande desafio ao ser nomeado ao posto na cidade. Ele assume o cargo no lugar do recém promovido, coronel Emerson Almeida Vicente, que passará a atuar no Comando Geral, em Campo Grande. 

“É um desafio pessoal e profissional estar à frente do 3º Batalhão. Estamos em uma área de fronteira, com muito giro de capital, de veículos e pessoas. Então o nosso desafio é levar segurança à população local e a ‘flutuante’”, disse, após cerimônia de passagem de comando na manhã desta sexta-feira (20/11), na Escola Estadual Presidente Vargas.  

Helbert esteve à frente da Polícia Militar em Fátima do Sul antes da transferência para a mais populosa cidade do interior sul-mato-grossense. Ciente de problemas estruturais e de falta de efetivo, ele acredita em melhorias nos próximos meses.

“O governo tem se esforçado para melhorar a estrutura da polícia. Em relação ao efetivo, temos duas turmas, uma em formação e outra que será chamada. Tão logo ocorra a convocação, alguns deles serão realocados em Dourados. Nesse momento o grande desafio é passar a sensação de segurança às pessoas, colocar a PM no local certo para reduzirmos índices de furto e roubo”, relatou.

Se despedindo das atividades no 3º Batalhão, Almeida classificou os seis meses no município como de muito trabalho. 

Ele foi destacado ao cargo após a prisão do tenente-coronel Carlos Silva, em maio, por suspeita de fazer parte de esquema de contrabando de cigarros. 

“Foram seis meses de bastante trabalho, temos uma boa equipe no 3º BPM que facilitou muito para colocarmos as nossas ações em práticas e trazer a sensação de segurança pública à sociedade. A população quer a polícia na rua, quer diminuição dos crimes, principalmente aqueles contra o patrimônio e a vida”, contou. 

Outro ponto citado pelo coronel tem relação as medidas contra o tráfico de entorpecentes na cidade. 

“Conseguimos, da mesma forma, combater o tráfico, com vários pontos de distribuição de drogas fechados e pessoas presas”, finalizou.   

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE