Ao comentar morte no Carrefour, Mourão garante: 'não existe racismo no Brasil'

Ele disse que já morou nos Estados Unidos, sugerindo que o problema acontece somente lá

| TOP MíDIA NEWS/THIAGO DE SOUZA


Crédito: Tomaz Silva - Agência Brasil

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, comentou a ocorrência de morte de um cliente do Carrefour, espancado por seguranças, em Porto Alegre (RS). Ele lamentou o episódio, mas diz que ‘’não existe racismo no Brasil’’. 

'Digo com toda a tranquilidade para você: não existe racismo no Brasil', garantiu Mourão.

O general destacou que já morou nos Estados Unidos, sugerindo que lá existe o problema. 

'Aqui [Brasil] existe desigualdade. Fruto de uma série de problemas', completou o vice mandatário do País. 

Segundo o O Dia, mais cedo, também do governo federal, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, se solidarizou e colocou a pasta à disposição da família de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos. Nas redes sociais, Damares disse que as imagens do ocorrido causam 'indignação e revolta'.

O crime 

João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi agredido até a morte na noite de ontem no interior de uma loja da rede. Um dos agressores era segurança do local e o outro, um policial militar temporário. Ambos brancos.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE