Auxílio emergencial 2021: LIBERADOS R$ 300 e R$ 600 de segunda, quarta e sexta

Nesta nova semana que se inicia, está confirmado que o banco vai liberar

| SAULO MOREIRA / NOTíCIAS E CONCURSOS


Os pagamentos do auxílio emergencial de R$300 chegaram ao fim em dezembro. Apesar disso, a Caixa vai seguir efetuando os pagamentos do benefício em 10 datas diferentes. Os saques do auxílio emergencial seguirão sendo liberados até 27 de janeiro.

Nesta nova semana que se inicia, está confirmado que o banco vai liberar o saque do benefício em três datas:

Os saques do auxílio emergencial seguirão sendo liberados até 27 de janeiro. As próximas liberações acontecerão aos nascidos em agosto (18), setembro (20), outubro (22), novembro (25) e dezembro (27).

Em alguns casos, a Caixa vai disponibilizar o dinheiro para beneficiários de dois meses de uma só vez. De acordo com a instituição financeira, a medida tem o objetivo de acelerar o acesso dos brasileiros aprovados ao dinheiro em espécie.

Até então, o benefício não foi prorrogado pelo Governo Federal, embora existam inúmeros projetos para prorrogação do benefício até março de 2021.

Prorrogação do auxílio emergencial para 2021

A prorrogação do auxílio emergencial ainda segue incerta. No entanto, o Congresso brasileiro segue na busca para manter o benefício durante a pandemia do coronavírus a fim de amenizar os impactos econômicos causados pela doença. Para isso, há projetos para que buscam a prorrogação do benefício em 2021.

O Congresso brasileiro segue na busca para manter o benefício durante a pandemia do coronavírus a fim de amenizar os impactos econômicos causados pela doença. Para isso, há projetos para que buscam a prorrogação do benefício em 2021.

O Projeto de Lei 5495/20 propõe a extensão do decreto de Estado de Calamidade e do auxílio de R$ 300 até março. Já o PL (5494/20) propõe a volta dos R$ 600 por todo o primeiro semestre de 2021.

Ambos os projetos foram registrados pelos congressistas em dezembro de 2020. No entanto, os documentos não foram lidos em plenário. Para chegar ao plenário, será necessário que os textos entrem em tramitação das Comissões que avaliam se os textos devem virar lei ou não.

As propostas visam garantir que os beneficiários não fiquem desamparados, de forma a garantir que a projeção de retomada econômica se mantenha, mesmo que o rombo nas contas públicas aumente.

Além disso, pode ser levado em consideração o plano de vacinação contra a covid-19. Essa etapa impactará na retomada do emprego e renda de uma boa parte da população que agora está sem atividade.

O Governo Federal segue contra a prorrogação do auxílio emergencial. O presidente Jair Bolsonaro, por exemplo, revelou no último dia 30 que o auxílio emergencial não segue em 2021.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE