Jovem de Caarapó morre aos 19 anos e morte é apontada como dengue hemorrágica

A mesma faleceu às 22 horas desta segunda-feira (15), na UTI do Hospital da Vida, em Dourados, onde se encontrava internada desde o último domingo (14).

| CAARAPóNEWS


A jovem de Caarapó, Emilaine Vitória Delfim Gonçalves. Foto: Arquivo familiar

Comoção, tristeza, dor e muito mais, assim foi marcado o sepultamento da jovem de Caarapó,  Emilaine Vitória Delfim Gonçalves (19), que foi sepultada às 10h desta terça-feira (16), no Cemitério São João.

A mesma faleceu às 22 horas desta segunda-feira (15), na UTI do Hospital da Vida, em Dourados, onde se encontrava internada desde o último domingo (14). A causa da morte foi da no óbito como dengue hemorrágica.

Segundo informações da família, Emilaine  teve covid-19 em janeiro, já estava curada, mas porém a mesma teve uma complicação e na quinta-feira da semana passada foi internada no Hospital Beneficente São Mateus e no domingo encaminhada para Dourados.

A mesma teve também anemia, plaquetas baixas, seguido de um AVC e nesta segunda-feira teve uma parada cardíaca e não resistiu.

Emilaine era filha de Valdete Gonçalves e João Defim. A mesma tinha mais três irmãs e um irmão.

Há quatro meses ela havia casado com o jovem Wesley Guilherme. A mesma trabalhava na empresa JBS, no distrito de Nova América.

Apesar do óbito ter sido apontado como dengue hemorrágica, a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde de Caarapó, enviou o sangue dela para o Laboratório Central de Saúde Pública – Lacen/MS, para investigar se é a dengue ou não.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE