A derrota deste domingo para a Austrália por 1 a 0, no Canadá, pelas oitavas de final do Mundial de futebol feminino, pode ter marcado a despedida de Marta dos Mundiais. Ela estará com 33 anos no próximo Mundial, que será realizado na França, em 2019.

Eleita cinco vezes consecutivas a melhor jogadora de futebol do mundo (2006 a 2010), Marta não fez um campeonato brilhante. Anotou apenas um gol, de pênalti, na estreia, contra a Coreia do Sul na vitória por 2 a 0. Foi bem marcada nos três jogos que disputou e neste domingo, contra a Austrália, não desequilibrou. Deixou o gramado abatida com o resultado.

O foco de Marta, agora, será a Olimpíada do Brasil, ano que vem no Rio de Janeiro, onde o país também busca a inédita medalha de ouro, depois de duas pratas em Jogos Olímpicos (2004 em Atenas, e 2008 em Pequim).

"O futebol não dá tempo de pensar muito. Infelizmente já temos outra competição pela frente e talvez seja interessante tentarmos deixar de lado as coisas que não conseguimos neste Mundial. O Pan vai ajudar a manter esse foco até mesmo para podermos aproveitar tudo o que foi construído até aqui para as Olimpíadas", analisou Marta.

A brasileira não disputará os Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, a partir do mês que vem. A jogadora não foi liberada pelo seu clube, o Rosengard, da Suécia, porque a competição não se encontra oficialmente inserida no denominado "calendário FIFA".

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE