Na noite de quarta-feira (09) a equipe da Cooperativa de Habitação da Agricultura Familiar (COOPHAF), realizou uma reunião a fim de esclarecer o processo de inscrição do Programa Carta de Crédito Associativo, que tem por objetivo oferecer acesso à moradia em área urbana, por intermédio de concessão de financiamentos e subsídios, oriundos do FGTS.

Participaram da reunião o prefeito Júnior Vasconcelos (PSDB); coordenador político da Coophaf, Paulo Cezar Farias; vereadores Luiz Cordeiro e Antônio José; secretário Distrital, João Rodrigues e a equipe da secretaria de Assistência Social.

O prefeito explicou os critérios para a inscrição junto ao programa e o coordenador da Coophaf apresentou informações detalhadas do financiamento como à renda, declaração de comprovação autônoma, subsídios do governo, análise de crédito e documentação, além da planta baixa da casa.

O programa visa atender as famílias com renda familiar de R$ 1,3 mil a R$ 2,4 mil e que estejam interessadas em utilizar o financiamento do FGTS. Os interessados devem ter a capacidade de pagamento e o comprometimento máximo de financiamento, que é de até 30% da renda e não possuir restrição cadastral.

A casa terá o valor de financiamento reduzido pela aplicação do subsídio do Estado e doação do terreno pelos municípios, facilitando desta forma o acesso destas famílias a uma moradia financiada.

O pretendente proponente, para participar do Programa Habitacional Financiado e Subsidiado, deverá atender os seguintes requisitos:

I - Não ter casa própria;

II - Não ter sido beneficiado em outro programa de casa própria do Poder Público ou ter recebido subsídio do FGTS;

III - Não poderá ter restrição cadastral;

IV - Possuir renda dos componentes do financiamento e a capacidade de pagamento, exigidos pelo agente financeiro do Programa.

Documentação:

Abaixo a documentação exigida:

Cadastro Pessoa Física – CPF;

Carteira de Identidade – RG;

Comprovante de Estado Civil (Certidão de Nascimento / certidão de casamento/certidão de casamento com averbação de divórcio/ certidão de casamento com averbação de óbito).

Comprovante de renda (CTPS, três últimos holerites).

Comprovante de residência (Conta de Água, Luz ou telefone);

Certidão de Nascimento dos filhos (até 18 anos);

Caso seja Casado ou união estável apresentar os mesmos documentos do cônjuge.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE