Se Arturo Vidal faz a Copa América que queria, o Chile não consegue fazer o mesmo. Depois de vencer na estreia sem empolgar, o anfitrião do torneio fez sua torcida sofrer nesta segunda-feira e empatou em 3 a 3 contra o México pela segunda rodada do grupo A.

Depois de estrear com vitória na Copa América contra o Peru, a seleção brasileira vai enfrentar a Colômbia nesta quarta-feira, às 21h (horário de Brasília).

Vidal foi o principal destaque individual do jogo ao fazer dois gols, dar uma assistência para Vargas e criar algumas das melhores oportunidades da equipe. Do lado mexicano, Vuoso, duas vezes, e Raúl Jiménez marcaram.

Com o resultado, o time comandado por Jorge Sampaoli chega a quatro pontos e está na liderança do grupo A graças ao saldo de gols - tem +2 contra +1 da Bolívia, que tem o mesmo número de pontos. O México é o terceiro com dois e o Equador é o quarto colocado com nenhum ponto.

Na primeira etapa, saíram quatro gols em um espaço de 22 minutos. Aos 20, os mexicanos, até então tímidos na partida, abriram placar. Após passe errado de Vargas no meio, Florez lançou na esquerda para Corona, que cruzou. Na segunda trave, Corona escorou para o meio e Vuoso completou: 1 a 0.

Mas sequer deu tempo para a torcida chilena sentir o gol. Um minuto depois, Vidal, sozinho no meio da área, cabeceou com perfeição para deixar tudo igual. Aos 28 minutos, os mexicanos fizeram o segundo. Após escanteio, Raúl Jiménez cabeceou e Bravo não alcançou.

Aos 41, o novo empate. Em linda jogada que começou com Sánchez e teve tabela entre Vidal e Isla, Vargas completou cruzamento perfeito do meia da Juventus para empatar: 2 a 2.

Na segunda etapa, a virada aos oito minutos. Vidal recebeu e foi derrubado dentro da área. Pênalti. Ele mesmo cobrou para fazer o terceiro do time no jogo, o terceiro dele na Copa América e o milésimo da história da seleção chilena.

Mas a liderança no placar da partida durou apenas 12 minutos. Aldrete fez lançamento longo, Vuoso correu por trás da linha defensiva dos chilenos e chutou na saída de Bravo para fazer o 3 a 3.

Com o novo empate, o Chile se lançou ao ataque. E teve duas grandes oportunidades de conseguir o quarto gol. Uma com Sánchez, que chutou para fora após bom passe de Valdivia. E outra com o próprio meia do Palmeiras que viu seu chute raspar a trave direita do goleiro Corona - ele ainda teve um gol mal anulado após a arbitragem ver impedimento inexistente de Vidal, também na segunda etapa.

Na próxima sexta-feira, ocorre a última rodada do grupo A da Copa América. O México pega o Equador às 18h (de Brasília), enquanto Chile e Bolívia encerram a chave às 20h30. Os dois primeiros colocados, assim como os dois melhores terceiros, vão às quartas de final do torneio.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE